Dominante Primário, Secundário e seu II Cadencial

Dominante Primário e seu segundo cadêncial.
1)Ex.: Dominante Primário e seu segundo candêncial. é o dominante da tônica e o seu segundo grau .
o dominante e seu 2° cadêncial tanto resolve para o tom maior I7M quanto para o tom menor Im7.

Dominantes secundários e seu segundo cadêncial
2)Ex.: Dominante Secundário e seu segundo candêncial é o dominante dos demais graus diatônicos II,III,IV,V,VI.e o seu segundo grau Harmônico.
O VIIm7(b5) o 7° grau do campo harmônico maior como resolução passageira não funciona, pois ele não dar sentindo de resolução nem mesmo de passagem, porque sua base não é tríade maior, nem menor, e sim diminuta.A tríade diminuta não tem característica de repouso.
Podemos acrescentar as a tenção 9ª enriquece bastante o acorde de 7ª dominante. Às vezes podemos substituir também o 5° grau da formação do acorde de 7ª dominante pela 13ª. A 9ª e ou 13ª , será maior para prepara um acorde maior, e b9ª e b13ª para prepara um acorde menor.
Quando se preparar para um acorde menor iremos usar o II cadêncial com a 5ª bemolizada IIm7(b5) .

Dominantes substitutos e seu segundo cadêncial
3)Ex.:Sub V - é o substituto do quinto grau de sétima dominante do campo harmônico ,resolve a tônica um semitom acima.
Cada acorde V7 tem seu "substituto", chamado de dominante substituto ou subV7 que é um novo acorde dominante.ambos V7 e subV7 resolvem no mesmo acorde , e são substituíveis um pelo outro, ou seja, compatíveis ou intercambiáveis ( desde que não façam choque com a melodia ).O subV7 resolve com o baixo descendo 1/2 tom .
etc.
o subV7 com II cadêncial também resolve os demais graus diatônicos.

O trítono e o acorde de sétima diminuta.
4)Ex.:O trítono é um intervalo de duas notas separada por 3 tons é o intervalo de 4ª aumentada ou 5ª diminuta, se encontra nos acordes de sétima dominantes com 1 trítono, e no acorde tétrades diminuto 2 trítono.
O trítono se faz entre a 3M e 7m do acorde.
O trítono da dominante se reslove no acorde maior ou menor :
Dependendo da inversão, o trítono diverge ou converge. Quando ele resolve em maior, as duas notas procedem por semi-tom, em direção opostas: a 7ª descendo para a 3ª e a 3ª subindo para a fundamental (8ª) do acorde de resolução.(Ao resolver em menor, a 7ª desce, porum tom,para a 3ª menor).O baixo como é sabido, move por 5J descendente ou 4J ascendente para a resolução.

O acorde de 7ª diminuta tem 2 trítonos:
e a cada trítono representa um som de preparação. cont. ...












http://br.geocities.com/galatas36/
http://www.harmoniafuncional.xpg.com.br/

Postagens mais visitadas deste blog

CADÊNCIA HARMÔNICA